Selecione a sensação a ser transmitida:

Chamada Copa 2010

Acessibilidade

Tinsul Tintas


O que é Tinta ?

Veja nesta área o que é tinta e descubra quais são seus componentes.

A Tinta é uma composição química formada pela dispersão de pigmentos numa solução ou emulsão de um ou mais polímeros, que, ao ser aplicada na forma de uma película fina sobre uma superfície, se transforma num revestimento a ela aderente com a finalidade de colorir, proteger e embelezar. Quando a composição não contém pigmentos, é denominada verniz.

A função de uma tinta ou verniz é revestir as mais variadas superfícies, proteger e embelezar imóveis e produtos industriais, além de sinalizar estradas, ruas e aeroportos.

De acordo com a superfície na qual vai ser aplicada, a pintura tem finalidades diferentes:

  • Alvenaria: a pintura evita o esfarelamento do material, a absorção da água da chuva e da sujeira, o desenvolvimento de mofo entre outros.
  • Madeira: além do embelezamento, a tinta na madeira contribui para impedir a absorção de água e umidade pelo material, o que leva a maior durabilidade do mesmo.
  • Metal ferroso – aço-carbono: atualmente a pintura é a solução mais utilizada para o combate à corrosão nestes materiais.
  • Metal não ferroso: assim como em todos os outros, a pintura é utilizada para colorir e decorar esses materiais.

Tinta – componentes básicos:

As tintas são compostas basicamente por: resinas, pigmentos, diluentes e aditivos.

Resinas: são responsáveis pela formação da película protetora na qual se converte a tinta depois de seca. Tintas industriais utilizam uma variedade bastante grande de resinas e sua escolha é feita em função do tipo de substrato, da forma de aplicação, do método de cura ou secagem, etc.

Pigmentos: são partículas sólidas e insolúveis. Podem ser divididos em dois grupos: ativos e inertes. Os pigmentos ativos conferem cor e poder de cobertura à tinta, enquanto que os outros (também chamados de cargas) se encarregam de proporcionar lixabilidade, dureza, consistência e outras características.

Diluentes: também chamados de solventes, são líquidos voláteis que possibilitam que a tinta apresente sempre a mesma viscosidade e forma líquida.

Aditivos: são compostos que geralmente estão em pequena quantidade na tinta e conferem a ela características especiais, são exemplos: secantes, fungicidas, bactericidas, aromas...

Características fundamentais das tintas:

A qualidade de uma tinta é dada pela análise de oito itens:

Estabilidade: diz da propriedade que o produto deve ter em manter-se inalterado durante o seu prazo de validade.

Cobertura: é a capacidade do produto em ocultar a cor da superfície em que for aplicado. Alertamos que a diluição interfere diretamente na cobertura, razão pela qual deve ser feita exatamente como indicada (o item cobertura não se aplica aos vernizes).

Rendimento: definido pela área que se consegue pintar com um determinado volume de tinta.

Aplicabilidade: corresponde à facilidade de aplicação. Em uma aplicação convencional, não podem ocorrer respingamento e/ou escorrimento da tinta.

Nivelamento: propriedade de formar uma película uniforme, sem deixar marcas de aplicação.

Secagem: processo pelo qual uma tinta líquida se converte em película sólida.

Lavabilidade: é a qualidade que a tinta deve ter em resistir à limpeza com produtos de uso doméstico sem afetar a integridade da película.

Durabilidade: significa a resistência que a tinta deve ter sob a ação das intempéries (sol, chuva, maresia, etc).

É importante ressaltar que tais características variam de acordo com o produto. Linhas diferentes de tinta têm variadas finalidades e se acordam com o local de aplicação.

Qualidade da pintura

A qualidade da pintura de qualquer superfície depende basicamente de três fatores: a tinta em si, a preparação da superfície a aplicação. Esses fatores são igualmente importantes para se conseguir o resultado ideal, a falta de qualidade em algum deles pode prejudicar de forma bastante grande o resultado final.

Tinta: a tinta tem que ser fabricada com a melhor tecnologia e o máximo de qualidade, tem que resistir ao ambiente e cumprir com a finalidade para a qual foi formulada.

Preparo da superfície: deve ser bem feito. Inclui limpeza completa com remoção de materiais estranhos ou contaminantes da superfície e deve proporcionar condições adequadas para a pintura.

Aplicação das tintas: deve ser com equipamentos adequados e por pessoa treinada, utilizando as melhores técnicas para cada local.

Fonte: Tintas Imobiliárias de Qualidade – ABRAFATI, 2008



Desenvolvimento: Tecmedia Internet Design

©2014 - Todos os direitos reservados - TINSUL TINTAS.

Lata